Paulo Franke

10 maio, 2012

1. Aos descendentes de Carlos e Adolphina (Ebling) FRANKE


Com esta postagem saúdo a todos os descendentes de Philipp Carl e Adolphine Ebling FRANKE, espalhados pelo Rio Grande do Sul e por outros estados brasileiros ou quem sabe no exterior,

Paulo M. Franke

(Vivo na Finlândia, terra natal de minha esposa Ritva Anneli, há 12 anos, juntamente com ela e duas filhas e seus maridos brasileiros (e cinco netos) O filho, que vive no Brasil, com sua esposa têm dois filhinhos.)

Estive no Brasil recentemente e, tendo obtido as fotos que me faltavam - do casal citado acima, meus bisavós, e de seus dez filhos - nasceu a idéia desta postagem. Foram obtidas graças à visita que fiz, em Pelotas, ao primo de meu saudoso pai, Darcy Franke (ao fim desta postagem cito seu nome e quais foram as fotos).

O link abaixo, "Minhas raízes na Alemanha", é de fato a introdução à presente postagem, portanto aconselho a sua leitura para que seja entendida devidamente, principalmente pelas novas gerações.

A foto abaixo é da Igreja Luterana de Hettstedt, leste da Alemanha, onde encontrei o registro de batismo - na página 320, em 1807 - do meu trisavô, Johann Carl Friedrich FRANKE, filho de Johann Adolph FRANKE que, com sua esposa Johanna Dorothea Riemann e seus cinco filhos, empreendeu a corajosa aventura de ir para o Brasil no ano de 1825.






¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤




O livro "Bienio 1824-25 da Imigração e Colonização Alemã no Rio Grande do Sul", da autoria de Carlos H. Hunsche, adquirido na primeira vez em que visitei o Museu da Imigração Alemã em São Leopoldo-RS, serviu-me de bússola para chegar a Hettstedt, graças às suas precisas informações. 
Acima, no capítulo que trata da lista dos passageiros que chegaram ao Brasil, na página 131, há a menção aos nossos antepassados. 
E a João Carlos Frederico, com seu nome aportuguesado e sublinhado, casado com Maria Margarida Jung, pais do meu bisavô Filipe Carlos Franke, nascido no Brasil e que se casou com Adolphina Ebling Franke, conforme a sua certidão de casamento abaixo, na qual consta seu nome simplesmente Carlos...  

Esta postagem trata exclusivamente deles, meus bisavós do lado paterno, e de seus filhos, meu avô e seus irmãos, meus tios-avós. Toda a tentativa de localizar os outros filhos de João Carlos Frederico e Maria Margarida Jung, seria como procurar "agulha no palheiro"*, inclusive os descendentes de seus irmãos e irmãs, citados na lista acima. Estão espalhados pelas cidades de São Leopoldo, Novo Hamburgo, Panambi, Estrela e certamente pelo Brasil e mesmo exterior.
 * Encontrei esta agulha no palheiro e a segunda parte desta postagem vai explicar como.

Assim, vamos direto ao que nos diz respeito, nesta postagem somente mostrar fotos dos mencionados:


 O pai de minha bisavó, Johannes Ebling, que morreu
bem jovem no campo de batalha em 15/12/1866 na Guerra do Paraguai. 



Adolphina Ebling Franke, minha bisavó.


Filipe Carlos Franke (foto de 1892), meu bisavô.



E na ordem de nascimento, seus filhos, meus tios-avós:



João Carlos Franke



Lucia Franke SILVA



Meu avô, Germano Luiz Franke.


Arthur Franke



Olga Franke BARUM


Alberto Franke



Lili Franke IRUMÉ



Lydia Franke SALLES



Roberto Franke



Mario Franke

¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤

Fotos obtidas através de Paulo P. Lysakowski, marido da saudosa Maria Ignez e genro de Lili Franke Irume:

Carlos, Adolphina, Olga, Arthur, Alberto e Mario.

De Luiza Pestano, bisneta, que vive em Brasília, a foto da tia-avó Lucia.

¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤¤

Próxima postagem - segunda parte:

Tendo conhecido minha bisavó Adolphina e seus 10 filhos, conto o que me lembro dela e de  cada um dos meus saudosos tios-avós, naturalmente de alguns lembranças infantis, como as do meu avô, que faleceu quando eu tinha 7 anos.

Mostra de outras fotos de alguns deles, inclusive das respectivas famílias de alguns.

Busca de mais informações - e mesmo se porventura houver alguma correção - com parentes, do tipo: datas de nascimento e de falecimento de cada um, segundo nome dos que o tinham etc.  No entanto, agradeço às primas, filhas de tia Olga que, nesta postagem, através de um sobrinho seu, me ajudaram a colocar a foto de cada um na ordem em que nasceram.

_________________________

L i n k s

basta clicar:

- Buscando minhas raízes na Alemanha... e achando-as!!

http://www.paulofranke.blogspot.fi/2012/08/minhas-raizes-franke-na-alemanha.html

- Os velhos de minha rua (bisavó e tios-avós citados):

http://paulofranke.blogspot.com/2007/10/os-velhos-de-minha-rua.html

- Segunda visita ao Museu da Imigração Alemã em S.Leopoldo, em 03/12:

http://www.paulofranke.blogspot.com/2012/04/4-em-sao-leopoldo-rs-visita-ao-museu-da.html

- O que era ir ao cinema nas décadas de 50 ... e de 20 (relato do tio Mário):

http://paulofranke.blogspot.com/2006/09/pelos-caminhos-pitorescos-do-cinema.html

Até a próxima postagem!

________________________

12 Comments:

  • Tentei....mas não consegui construir minha árvore genealógica, acho que não tenho a mesma garra que você. Acho uma preciosidade o que faz, pena que os jovens não se interessam por esse assunto!
    Uma curiosidade. Na lista dos imigrantes que chegaram com seus ancestrais, notei uma certa "Mattos", mãe de um deles! E com os dois "tt", isto é ...legítima Mattos.
    aBRaços

    By Blogger Yara, at sexta-feira, maio 11, 2012 8:56:00 PM  

  • De fato, uma irmã de meu trisavô, nascida na Alemanha,acho que a mais velha, vindo ao Brasil casou-se com um brasileiro cujo nome da mãe era Mattos, conforme registrado ali.

    By Blogger paulofranke, at sexta-feira, maio 11, 2012 10:43:00 PM  

  • Oi, sou bisneta da Olga Franke Barum, minha avó por parte de pai é a Iná Barum Hax. Adorei ver o seu empenho em construir a sua árvore genealógica. Parabéns. Falta no teu blog a opção de "seguir", assim fica mais fácil saber o que andas fazendo. Vou mostrar teu blog pro meu pai tenho certeza que ele vai adorar!!!

    By Blogger Natália Hax, at sábado, maio 12, 2012 6:48:00 AM  

  • Estás no Facebook, Natália? Lembro-me da muito simpática Iná e também do teu avô, também do teu pai. "O que ando fazendo??" ... ponho tudo no blog!
    Grande aBRaco!
    paulofranke@hotmail.com

    By Blogger paulofranke, at sábado, maio 12, 2012 10:00:00 AM  

  • Excelente, Paulo!!!... Que bacana as fotos que você conseguiu, principalmente porque, como você deve ter sentido, a Genealogia é riquíssima em dado, mas pobre em rostos ou mesmo imagens de época. Muito bom!!!
    Estou em viagem, mas, retornando semana que vem, vou rever o link entre nossos ascendentes e te mando algo, ok?!
    Forte aBRaço, Primo!
    Vitor

    By Blogger Vitor Rolf Laubé, at sábado, maio 12, 2012 12:11:00 PM  

  • Muito legal o teu post Paulo..sobre a nossa família.. Se quiseres a mãe tem algumas fotos da Vó Lili e da Tia Lydia, aí só entra em contato comigo pelo Face! Muito legal mesmo, parabéns! Abraços!!

    By Anonymous Larissa Lysakowski Venzke, at domingo, maio 13, 2012 11:07:00 PM  

  • Olá Paulo! Tudo bem por aí? Neste dia das mães estive lendo parte do teu blog com as tuas citadas primas (Alda, Maura e Leda, minha mãe)! Gostamos muito da leitura e do teu trabalho de pesquisa. Esperamos que na tua próxima vinda ao Brasil possas nos fazer uma visita. Abraço!

    Carlos Barum

    By Blogger paulofranke, at segunda-feira, maio 14, 2012 10:07:00 AM  

  • Alexandre Barum

    O Pai adorou... e justamente na véspera do dia das mães ele viu a vó Olga. Obrigado. Abração.

    By Blogger paulofranke, at segunda-feira, maio 14, 2012 10:10:00 AM  

  • Tempos maravilhosos aqueles! Somos privilegiados por termos vivido em época tão boa, em todos os sentidos! Se Deus quiser, um dia reencontraremos todos os nossos queridos que já partiram! Neiva

    By Anonymous Anônimo, at sexta-feira, maio 18, 2012 1:16:00 AM  

  • Recebido em 10.03.2013, via e-mail:

    Prezado Paulo !
    Encontrei uma mensagem sua num site de Memória do Povo Alemão e tenho algumas informações interessantes:
    Sua bisavó Adolphine Ebling ( nascida em 28/06/1865 em Estância Velha ) era filha de Johannes Ebling que morreu
    no campo de batalha em 15/12/1866 na Guerra do Paraguai.
    Johannes Ebling casou com Katharine Scherer (*25/04/1829 - + 12/10/1868). Veja que sua bisavó perdeu o pai
    quando ela tinha 1,5 anos e a mãe com 3 anos e 4 meses...
    Adolphine casou em 15/10/1888 com Philipp Karl Franke (nascido em 28/03/1843 em Estância Velha), mas quando
    casaram Philipp Karl ja morava em Pelotas e pelo que você refere foram fixar residência na "Princesa do Sul".
    As familias Franke e Ebling tem vários casamentos entre si, pois provavelmente moravam muito próximos.
    Tenho outras inforamções sobre os ascendentes de seus trisavós (Johannes Ebling e Katharine Scherer) se assim
    interessar.
    Um abraço do Carlos Frederico Matzenbacher

    By Blogger paulofranke, at domingo, março 10, 2013 5:25:00 PM  

  • Os pais de Katherine Scherer (que casou com Johannes Ebling - o da foto de 1866 (ano em que morreu) eram Peter Adam Scherer e Katharine. Como Katherine nasceu em 25 de abril de 1829, seus pais devem ser da virada do século.É tudo o que sei.
    No próximo encontro dos genealogistas - que será em Montenegro no dia 23/03 - poderei buscar mais informações com outros estudiosos.
    Vc tem algum tipo de contato com algum Ebling ? Uma das filhas de meu patriarca (Wilhelm Matzenbacher que chegou em 1827 e foi para Ivoti) casou com um Ebling. Tenho alguma sequencia dos seus filhos, mas nenhum contato com alguem dos dias de hoje.
    Um grande abraço do
    Carlos Frederico (Matz) Matzenbacher

    By Blogger paulofranke, at quarta-feira, março 13, 2013 11:13:00 AM  

  • Soube que o militar desta postagem de fato é parente, mas não o pai de minha bisavó, Adolphina Ebling Franke.

    O dono do blog

    By Blogger paulofranke, at quinta-feira, dezembro 15, 2016 3:27:00 PM  

Postar um comentário

<< Home