Paulo Franke

24 outubro, 2012

V. O famoso Velho Cemitério Judeu em PRAGA (Sinagogoas)

- Quinta parte -


Na Cidade Velha de Praga está situado o Bairro Judeu.


É um bairro visitado por milhares de turistas de todas as raças e credos.


A Sinagoga Pinkas foi construída em 1535 e um museu foi ali estabelecido em 1906. Em 1950 foi transformado no Memorial dos Judeus da Boêmia e Morávia que foram mortos pelos nazistas. É onde fica o Velho Cemitério Judeu. 




Antigo Cemitério Judeu de Praga (em checoStarý židovský hřbitov, em alemãoAlter Jüdischer Friedhof) se encontra em Josefov (literalmente “de Josef”), é o antigo bairro judeu de PragaRepública Checa. Esteve um uso desde o início do século XV (a mais antiga tumba, do rabino Avigdor Kara, data de 1439) até 1787. Seu ancestral era um cemitério chamado “O Jardim Judeu”, que foi encontrado em escavações arquelógicas sob a rua Vladislavova, Nové Město (“cidade nova”, Praga).
O número de lápides e a quantidade de pessoas ali enterradas é incerto, pois há diversas camadas de tumbas sob as hoje visíveis. No entanto se estima que haja ali cerca de 12 mil sepulturas atualmente visíveis, podendo haver cerca de 100 mil no total. As mais importantes personalidades aí sepultadas são Yehuda ben Bezalel conhcecidos como o Maharal Judah Loew ben Bezalel (+1609), Mordechai Maisel (+1601), David Gans (+1613) e o rabino David Oppenheim (+1736).

[editar]História


Leão de Judá sob túmulo
Não se sabe exatamente quando o cemitério teria sido fundado, tendo havido muitas discussões entre especialistas. Alguns levantam a hipótese do cemitério ser mais de 1000 anos mais antigo do que as datas comumente aceitas (1ª metade do século XV). Teria sido fundado pelo rei Otokar II da Boêmia.
Conforme a Halachá, os judeus não devem destruir os túmulos de seu povo e também as tumbas não devem ser removidas. Isso se deveu ao fato particular de que, quando os cemitérios precisavam se expandir e era impossível aos judeus comprar mais terras, mais camadas de terra eram postas sobre as sepulturas existentes. As antigas lápides eram retiradas e recolocadas sobre a nova camada de solo. Isso explica a razão das lápides estarem tão próximas umas das outras. São 12 as camadas de sepulturas no cemitério judeu de Praga.
(Wikipedia)



Um ingresso de 300 coroas tchecas nos permite adentrar o cemitério e sinagoga-museu, que para ser entendido precisa ser lido o texto acima, gentileza da Wikipedia.







E vou deixando o quase labirinto de lápides para visitar o museu onde, infelizmente, é proibido tirar fotos. 

(foto extraída de um folheto).
No museu na Sinagoga Pinkas há uma enorme lista de nomes referentes às vítimas do Holocausto na região, sem incluir os 183.000 eslovacos assassinados pelos nazistas. Entre as vítimas registradas, estão os avós de Madeleine Albright, a primeira mulher a ocupar o cargo de secretária de estado nos EUA (no campo de concentração de Terezin morreu a irmã de Sigmund Freud).


A Sinagoga Jerusalém.


A Old-New Sinagoga, a uma curta distância do museu. Serviu por mais de 700 anos como a principal sinagoga da comunidade judaica de Praga.


Sem poder garantir, por não tê-la visitado, penso que se trata da Sinagoga Espanhola, considerada a mais bonita sinagoga da Europa.


Nas imediações, um fino restaurante judaico de bela fachada.


Uma van que pertence a um dos restaurantes judeus do bairro.


Onde há turistas - e como há no bairro judeu! - estão presentes as barraquinhas que vendem lembranças.


Pena que só tive a idéia de fotografar os bonés e não ter comprado um deles, que usaria com mucho gusto!


E disseram para o Maior Judeu de Todos os Tempos:
"Fica conosco, porque é tarde e o dia já declina. E entrou para ficar com eles." 
(Lucas 24:29)

*****************

L i n k s

Como localizar fácil temas do Holocausto neste blog:

http://paulofranke.blogspot.fi/2011/10/como-localizar-facil-temas-do.html

Morre nesta semana o mais idoso sobrevivente de Auschwitz-Birkenau, com 108 anos:

http://www.huffingtonpost.com/2012/10/22/antoni-dobrowolski-auschwitz_n_2000718.html

*******************

Próxima postagem:

"Praga foi uma Bênção!"

O que foi o Congresso Europeu do Exército de Salvação em Praga, um dos motivos que me levou a visitar pela primeira vez a República Tcheca.

*******************

3 Comments:

  • Como sempre, o seu olhar artístico capta belas paisagens/fachadas e respectivas histórias... Parabéns. Viajei junto... A.

    By Anonymous Anônimo, at quarta-feira, outubro 24, 2012 11:33:00 PM  

  • É amigo, impressionante mesmo. E também , muito bonito o significado e o cuidado em manter tradições. Deveres para com um povo e sua crença.
    Nossa, vc fala do "professor"!!! Em 2000, como estudiosa de temas ligados a arte e religião, comecei a estudar Kabbalah. Apenas queria conhecer o mundo de alguns amigos queridos. Assim fiz e muito conheci e aprendi, inclusive sobre o "professor".
    Espero que esta seja mesmo a Espanhola pq é muito rica em beleza e significados. Pena não te-la visitado, ficará nos devendo essa? :o)
    Eu não posso falar de Praga porque é um dos lugares marcados, no meu caderno, para conhecer. Assim como Buda e Peste...terras mais antigas me fascinam assim como a Terra do meu Mestre! Aquele que ficou!
    Mais uma vez, parabéns!!!!
    Grande aBRaço e muito obrigada

    By Blogger Maria Thereza, at quinta-feira, outubro 25, 2012 1:43:00 AM  

  • Sempre aprendo alguma coisa a mais com suas postagens. Interessante saber que os judeus aterram os antigos túmulos para dar lugar aos novos porém, conservam as lápides sempre à vista.
    Enfim mais um passeio para nosso crescimento cultural.
    Linda Sinagoga Espanhola!

    By Blogger Yara, at segunda-feira, outubro 29, 2012 6:24:00 PM  

Postar um comentário

<< Home