Paulo Franke

15 janeiro, 2013

Gêmeos conversando no ventre materno (Imperdível!)

Este texto recebi ainda há pouco pela Internet.
Impossível não compartilhar o belo e sábio texto.
Se alguém souber a fonte, por favor, avise-me
nos comentários.

_______________________________________________

O CÉTICO E O LÚCIDO...

No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês. 
O primeiro pergunta ao outro: 
 
- Você acredita na vida após o nascimento? 
 
- Certamente. Algo tem de haver após o nascimento. Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde. 
 
- Bobagem, não há vida após o nascimento. Como verdadeiramente seria essa vida? 
 
- Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui. Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a boca. 
 
- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente uma coisa: A vida após o nascimento está excluída - o cordão umbilical é muito curto.

- Na verdade, certamente há algo. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.
 
- Mas ninguém nunca voltou de lá, depois do nascimento. O parto apenas encerra a vida. E, afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão. 
 
- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós. 
 
- Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está? 

- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria. 
 
- Eu não acredito! Eu nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que não existe nenhuma. 
- Bem, mas, às vezes, quando estamos em silêncio, você pode ouvi-la cantando ou sente como ela afaga nosso mundo. Saiba, eu penso que só então a vida real nos espera e agora apenas estamos nos preparando para ela... 

_________________________________________    

Um comentário suplementar inserido no texto:
                                  
PENSE NISSO... A pessoa que escreveu este texto foi muito iluminada. 
Eu nunca havia pensado dessa maneira. Adorei a forma utilizada para esclarecer uma dúvida que atormenta a maioria da humanidade. 
Como achar que não exista vida após o nascimento? Esta questão é a mesma de não acreditar em vida após a morte! 
Tudo depende de um ponto de referência. Usar o óbvio para explicar o duvidoso.

5 Comments:

  • Muito lindo esse texto.
    E mensagem clara. Soh não quer ver quem não quer nascer e prefere continuar em estado de gestação...

    Analinha,
    militante pela Vida e Seus Direitos.

    By Anonymous Anônimo, at terça-feira, janeiro 15, 2013 5:20:00 PM  

  • amei o texto!!excelente aplicação!

    By Blogger Clara Queiroz, at terça-feira, janeiro 15, 2013 5:51:00 PM  

  • Que texto!!!!
    De tão simples, tornou um assunto tão complexo numa forma singela e lúdica!
    (para os que não acreditam)

    By Blogger Yara, at terça-feira, janeiro 15, 2013 6:17:00 PM  

  • Tremendo esse texto. Tb jamais ví explicação tão objetiva, inteligente e eficaz sobre os mistérios da vida e morte. Nos faz, pelo menos, pensar à respeito. E, como diz nas escrituras, morrer para renascer, morrer para um mundo de escuridão que nos gestou...

    By Anonymous Francisco S V Fº, at terça-feira, janeiro 15, 2013 7:53:00 PM  

  • Impressionante...muito bom para os céticos lerem, como já lemos na Palavra de Deus que Ele desejava ser e até se compara com a Galinha quando fala de Jerusalém que gostaria de acolhê-los como a Galinha faz com seus filhotinhos para protegê-los e aquecê-los...Deus se compara com uma mãe... o amor de uma mãe...isso é lindo.

    By Blogger Lu Moura, at sábado, janeiro 26, 2013 8:46:00 AM  

Postar um comentário

<< Home