Paulo Franke

18 julho, 2014

1. CURTUME JULIO HADLER S/A, uma firma que orgulhou Pelotas-RS!

A  idéia desta postagem no meu blog veio por incentivo de meu irmão que vive no Rio Grande do Sul. Concordei em vista de haver pouca referência no Google.com sobre esta firma tão ligada ao passado grandioso da cidade de Pelotas-RS. O trabalho de pesquisa não digo que tenha sido exaustivo, mas graças à ajuda deste irmão e de minha sobrinha, que trabalha na Bibliotheca Pública de Pelotas-RS, consegui reunir algum material de relevância, como o abaixo, talvez o primeiro documento sobre o Cortume Julio Hadler de que há notícia, utilizado também por outros que pesquisaram sobre esta firma.





Cortume Hadler
Fundado em 1 de janeiro de 1895, por Julio Hadler, acha-se estabelecido em prédio próprio, construído de alvenaria e situado à rua Manduca Rodrigues, 669. Trabalhou por algum tempo sob a firma Hadler & Sassen, de que fez parte o padeiro Guilherme Sassen.
Com a retirada deste para São Lourenço, tornou-se de Julio Hadler, seu único proprietário e seu gerente. Gira com o capital de 500 contos de reis.
Possui um locomóvel de Abolff de força de 40 cavalos, acionando diversas máquinas, sendo uma para dividir couro, uma para esticar, duas para surrar, uma para sovar, uma para branquear, uma para acetinar e estampar, duas para lustrar, quatro fustres, diversos moinhos e outras miúdas. Para seus trabalhos emprega couros nacionais, cal, casca de goiabeira e aroeira e drogas estrangeiras. Os seus produtos em que sobras os marroquins e couros envernizados de esmerado preparo, encontram mercados de consumo em todos pontos da República.
Recebe anualmente 100 mil couros que, convenientemente tratados, constituem para as mercadorias que expede no valor de 400 contos de reis. Dá emprego a trinta operários adultos e cinco meninos.



Informações repetidas ou adicionais:

Curtume Hadler
 A fábrica teve origem a partir da sociedade de Julio Hadler com o padeiro Guilherme Sassem, sob a firma Hadler & Sassen. Com a retirada de Sassen para São Lourenço, passou a ser uma firma individual, de Julio Hadler, único proprietário e gerente.
 Lloyd, Eulalio e Wright (1913)

¤

Os couros, que trazem a marca Coroa, manufaturados no curtume do sr.
Julio Hadler, em Pelotas, são, há muitos anos, largamente conhecidos nos mercados do Brasil. [...] está montado com o mais moderno e aperfeiçoado maquinismo de fabricação alemã e norte-americana,acionado por motor e a vapor da mesma procedência.
 Lloyd, Eulalio e Wright (1913, p.840) 

¤

O curtume foi fundado em 1º de janeiro de 1895, estabelecido em prédio próprio e situado à Rua Manduca Rodrigues nº 669. Segundo Carriconde (1922), o estabelecimento ganhou o primeiro prêmio na Exposição Pastoril de Pelotas de 1900, medalha de ouro na Exposição Estadual de 1901 e o grande prêmio na Exposição Nacional de 1908. 
[...] Possui um locomóvel de Abolff, de força de 40 cavalos, acionando
diversas máquinas, sendo uma para dividir couro, uma para esticar, duas para surrar, uma para sovar, uma para branquear, uma para acetinar e estampar, duas para lustrar, diversos moinhos outras miúdas.
Para os seus trabalhos emprega couros nacionais, cal, casca de goiabeira e aroeira, e drogas estrangeiras. Os seus produtos, em que sobressaem o marroquins e couros envernizados, de esmerado preparo, encontram mercados de consumo em todos os pontos da republica.
 Cunha, 1911, s.p

JEFERSON DUTRA SALABERRY
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO.

¤


O curtume, em desenho de como permaneceu nos seus "anos dourados"...

¤ ¤

Outras menções antigas e atuais:

O Curtume Júlio Hadler, em 1895, de propriedade de Júlio Hadler e
Guilherme Sassen. Ambos os estabelecimentos tinham uma diversificada produção, desde couros in natura, até produtos manufaturados, como calçados e solas.

 ¤

Julio Hadler – Os couros, que trazem a marca Coroa, manufaturados no curtume do sr. Julio Hadler, em Pelotas, são, há muitos anos, largamente conhecidos nos mercados do Brasil. Este estabelecimento foi fundado em 1895 e está montado com o mais moderno e aperfeiçoado maquinismo de fabricação alemã e norte-americana, acionado por motores a vapor da mesma procedência.

¤


(Pesquisado no livro abaixo) 

Assim como outros precursores industriais, banqueiros, comerciantes, médicos, criadores, xarqueadores de muito prestígio no Pais inteiro, o senhor Julio Hadler se mantinha neste quadro de homens importantes que trouxeram consequentemente à cidade riqueza, desenvolvimento e a sua fama. Sendo que em Pelotas em 1937 existiam 6 curtumes com um capital registrado de 1.690:000$000, e o lucro do setor curtumeiro era de  5.690:000$000, moeda da época.  O curtume mais antigo desses seis era o Gomes Silva & Cia., de 1869. Pelotas era um grande polo pecuário de criação extensiva na produção desta área que inclui os couros; certamente foi  o maior centro de curtimento de couros vacuns do país e o Curtume Julio Hadler o maior. Também fala muito na atividade Pastoril (hoje Pecuária )  e na industria da alimentação exportada para o país pelo porto local que era o maior do estado em movimento de cargas. Do livro “Aspectos Geraes de Pelotas” de 1940 por Fortunato Pimentel (Portoalegrense).

  ¤

¤


A foto é a oficial do cinquentenário do Curtume Julio Hadler S/A, em 1945, onde trabalhou meu pai, Darcy Franke, desde sua juventude até chegar a diretor-adjunto. Ao seu lado, diante da corbeille, o Sr. Julio Reguly, o diretor, genro do fundador Julio Hadler. Meu avô, Germano Franke, e outro tio-avô, Carlos Franke, também são vistos sentados na primeira fila. Entre os operários, muitos descendentes de alemães. No início da Segunda Guerra Mundial houve o dia do quebra-quebra a tudo o que fosse de origem alemã, sendo o curtume e outras firmas atingidos com grandes perdas materiais, o que meu pai nos contava. (No link da próxima postagem (2), mostro fotos do estrago causado à Igreja Evangélica Luterana São João)


Outra foto do cinquentenário. Na postagem seguinte (2)  tento identificar empregados da época e também amigos que compareceram à grande comemoração. 



Carteira Profissional de meu pai, Darcy Franke, aos 21 anos.



Seu business-card



Esta foto moderna do Google dá uma idéia dos tapetes de couro que eram vendidos no curtume. Muito procurados, recebíamos a visita até de pessoas famosas que faziam show ou teatro na cidade, entre os tais, Mazzaropi e Maria Della Costa, esta última que eu atendi, mas não convenci como vendedor, pois achou caros os tapetes e acabou não os levando... Lembro-me dos tapetes de gado"hereford" e "holandês", embora houvesse outros de couros igualmente bonitos.

¤ ¤ ¤ ¤ ¤ ¤

O CURTUME JULIO HADLER S/A EM NOVA FASE 
A PARTIR DA DÉCADA DE 60.

 Ângelo Figueiredo foi o diretor em Pelotas da acionista majoritária do Curtume Julio Hadler, o Grupo Podboy de São Paulo.


E mencionando esta fase, eu que trabalhei no escritório da firma no início dos anos 60, não poderia deixar de me lembrar da alta produção de couros de cor vermelha destinada aos estofamentos dos carros Aero Willys, da Willys Overland do Brasil, em São Bernardo do Campo-SP (sem mencionar o grande faturamento para diversas firmas de calçados no próprio Rio Grande do Sul)



Em julho de 1963 era lançado o Aero Willys 2600, o primeiro carro genuinamente brasileiro. As primeiras peças, como os primeiros carros eram inteiramente feitas à mão. O sucesso foi imediato, tanto que em 1966 foi lançado uma nova versão mais luxuosa batizada de Itamaraty, também chamado de Palácio sobre Rodas. O Itamaraty vinha equipado com acessórios a época sofisticados como bancos de couro e ar condicionado. (Google)



Divulgação em revistas da época.

____________

Nota

Muito mais dados relevantes acerca do assunto eu poderia obter se tantas pessoas que pudessem fornecê-los não fossem falecidas. Também se pudesse localizar outros que poderiam prover-me de mais informações - inclusive da foto de Julio Hadler - o que dificulta o fato de eu viver no exterior - Finlândia -  há 16 anos.

____________________

L i n k

Pelotas no tempo da Segunda Guerra Mundial:

https://www.facebook.com/preteritaurbe/posts/123673377803828

_______


Próxima postagem:

"Curtindo" lembranças do Curtume,

uma firma também ligada à história de nossa família.