Paulo Franke

06 julho, 2014

7. COPA - Injetando o Eterno no Temporal /Missões ES/Poema

"O tráfico humano segue como uma das mais rentáveis indústrias do crime do mundo, apenas atrás do comércio de drogas e armas. É bom ver o mundo inteiro divertir-se e festejar um universo de cores e culturas. Mas é importante que ninguém se esqueça de que todos podem e devem unir-se contra este crime hediondo, para que a festa seja mais bonita ainda! Para que o festivo evento pare de fazer vítimas, basta que a torcida do bem se levante e dê um cartão vermelho para o tráfico humano!"

Artigo "O significado de 'Bem-vindo'", escrito pelo Comissário Oscar Sanchez, Presidente Nacional do Exército de Salvacão no Brasil, e transcrito da revista RUMO (04/2014).

Nota:

De longe, não posso precisar exatamente no que consiste o trabalho das equipes abaixo; sugiro a que um de seus participantes nos explique através dos comentários que seguem a postagem.



Grupo do estado do Rio de Janeiro.


Grupo da Grande São Paulo


Grupo da área de Recife-PE



"Neste momento muitos até se esquecem das grandes dificuldades sociais que assolam o país, tais como o desemprego, a saúde caótica, a violência e tantos outros problemas. O gol, como sabemos, é o objetivo maior do futebol e o que mais importa; sem ele o futebol não tem nenhuma glória nem conquista coisa alguma. Nossa vida neste mundo, como no futebol, tem também um alvo, uma razão de ser, um objetivo. O grande gol de nossa vida consiste em nos tornarmos pessoas que amam a Deus de todo o coração, alma, entendimento, forças, e que amam ao próximo como a si mesmas. É interessante que uma das palavras gregas usadas na Bíblia para pecado é chata que significa 'errar o alvo'. O gol perdido não pode ser recuperado, mas a vida destruída, arruinada e fracassada pode ser transformada e renovada para alcançar o alvo de Deus." (trechos de um artigo do então Major Paulo W. Rangel no "Brado de Guerra - contra todo o mal)



David Luiz é um corajoso "Atleta de Cristo" que não hesita em orar em campo ou orar abençoando seus colegas jogadores.

____________

É válido orar para que a nossa ou qualquer outra Seleção vença?

Na minha opinião, não é válido, pois Deus não "torce" para nenhuma e seria injusto de Sua parte ter "preferidos". Mesmo para a salvação, o Senhor não predestina pessoas, mas predestina um caráter que a pessoa tenha que a leva à busca de Deus e então à esta bênção. 

Mas acrescento aqui a opinião de minha filha Martta, que achei muito válida: "Não concordo que se ore para que um time ganhe, mas quanto a jogadores orarem concordo, sim, pois, afinal, é o trabalho deles e devemos orar pelo nosso trabalho seja em que área for."

Gooool, Martta!

_____________

Poema "O Futebol", de Michel Quoist, 
extraído do livro "Poemas para Rezar":


No estádio, esta noite/ A noite se mexia, povoada de dez mil sombras./ Logo que os refletores tingiram de verde o veludo do imenso gramado, /A noite entoou um coral, alimentado por dez mil vozes./ É que o mestre-de-cerimônias dera o sinal para começar o ofício./ A imponente liturgia se desenrolava perfeitamente em ordem./ A bola branca voava de oficiante para oficiante como se tudo tivesse sido preparado de antemão, minuciosamente./ Passava de um para o outro, corria pelo gramado ou voava por sobre as cabeças:/ Cada um se achava em seu lugar, recebendo-a por sua vez com chutes compassados e passava-a ao outro - e o outro lá estava para acolhê-la e dar o passe,/ E porque cada qual fazia seu trabalho, no lugar onde era preciso,/ Porque cada qual dava o esforço pedido, porque cada qual sabia que precisava de todos os outros,/ Lentamente, mas com segurança, a bola ia avançando./ E, então, após ter recolhido o labor de cada um,/ Após ter reunido o coração dos onze jogadores,/ O time lançou a bola/ E marcou o tento da vitória.

- o -

Quando, penosamente, à saída, escorria a multidão imensa, pelas ruas estreitas,/ Eu pensava, Senhor, que a história humana, para nós uma longa partida, para Ti era essa grande liturgia, prodigiosa cerimônia começada na aurora dos tempos e que só terminará quando o último oficiante tiver executado seu gesto derradeiro./ Neste mundo, Senhor, cada um de nós tem seu lugar./ Treinador previdente, desde sempre nô-la destinava./ Precisas de nós neste lugar, nossos irmãos precisam de nós e precisamos de todos./ Não é o posto que ocupo, Senhor, que é importante, mas a perfeição e a intensidade de minha presença./ Que eu esteja adiante ou atrás, isto que importa? se eu sou no máximo aquele que devo ser.

- o -

Aqui está, Senhor, meu dia à minha frente.../ Não me refugiei por demais no meu canto, criticando os esforços dos outros, com as duas mãos enfiadas nos bolsos?/ guardei bem meu lugar, e quando olhavas o nosso campo será que me encontraste lá a posto?/ Recebi bem o passe de meu vizinho e o passe do outro lá no fim do gramado?/ Servi bem aos colegas do time sem fazer um jogo pessoal demais para me pôr em evidência?/ Construi o jogo para que a vitória fosse alcançada e todos contribuíssem?/  Lutei até o fim apesar dos insucessos, das pancadas, das feridas?/ Não me perturbei pelas manifestações dos companheiros, dos espectadores? Não desanimei pelas incompreensões e recriminações? Não me vangloriei com os aplausos?

- o -

Estou de volta agora, Senhor, vou descansar no vestiário:/ Amanhã, se deres o sinal de saída, jogarei de novo um meio tempo./ E assim cada dia.../ Faze que esta partida, celebrada com todos os nossos irmãos, seja a imponente liturgia que Tu de nós esperas./ A fim de que, quando deres o último apito, interrompendo nossas vidas,/ Sejamos selecionados para a Taça do Céu.

- o -

L i n k :

2012: Seleções visitam Auschwitz-Birkenau, na Polônia.

http://www.paulofranke.blogspot.fi/2012/06/selecoes-visitam-auschwitz-na-cracovia.html


-o-o-o-o-o-o-o-o-

2 Comments:

  • Emocionante postagem amigo Paulo!
    Permita-me extrair partes do poema de Michel Quoist e montar a minha, já que não possuo a mesma aptidão para compor uma poesia tão primorosa como a que li e que reconheci como se fosse contada, em poucas palavras, a minha própria história.

    (Faço uma pequena adaptação.As pontuações mudei para dar outro sentido)

    "O gol perdido não pode ser recuperado, mas a vida destruída, arruinada e fracassada pode ser transformada e renovada para alcançar o alvo de Deus."

    "- Lutei até o fim apesar dos insucessos, das pancadas, das feridas.
    - Não me perturbei pelas manifestações dos companheiros. dos espectadores.
    - Não desanimei pelas incompreensões e recriminações.
    - Não me vangloriei com os aplausos"

    "...... quando deres o último apito, interrompendo minha vida seja eu selecionada para a Taça do Céu"

    Desculpe-me a invasão e intromissão.

    By Blogger Yara, at domingo, julho 06, 2014 6:05:00 PM  

  • O trabalho da Missão Esportiva no Rio de Janeiro foi de combate ao tráfico humano. As pessoas foram conscientizadas desse terrível mal que assola a humanidade, e que cresce nos locais onde há grandes eventos internacionais como a Copa do Mundo. Além de estarmos abraçando uma das causas internacionais do Exército, temos a grande oportunidade de apresentar Jesus às pessoas.

    By Blogger Ebeneser Nogueira, at segunda-feira, julho 07, 2014 4:29:00 PM  

Postar um comentário

<< Home